IMG_6675.jpeg

Duplex scan

O duplex scan, também chamado de “Doppler”, é um exame derivado da ultrassonografia. Tem um alto grau de confiabilidade no diagnóstico de várias doenças vasculares, tais como obstruções vasculares arteriais dos membros e do abdome, trombose venosa profunda e doenças nas artérias dos rins. O exame é importante também no planejamento da cirurgia de varizes, que localiza com exatidão as veias que estão disfuncionais e necessitam ser removidas cirurgicamente. 

 

Indicação

  • Procurar um coágulo de sangue, que se localiza nas veias da perna, nos casos de trombose venosa; 

  • Avaliação de quadros de inchaço secundário a varizes dos membros inferiores, principalmente quando se deseja indicar uma cirurgia, ou avaliar se existe comprometimento do sistema venoso profundo; 

  • Mapear veias que serão removidas e utilizadas em outros procedimentos cirúrgicos, como na retirada das veias safenas na cirurgia cardíaca, para implante de pontes de safena; 

  • Examinar um enxerto vascular usado em procedimentos de hemodiálise, para verificar se está funcionando ou não, de modo adequado; 

  • Como método auxiliar para ajudar nos casos de cateterismo venoso de uma veia de grosso calibre. 

Venoso de membros superiores e inferiores

 

A razão mais frequente e comum pela qual esse exame é realizado é a avaliação de quadros de inchaço devido a varizes dos membros inferiores, principalmente quando se deseja indicar uma cirurgia, ou avaliar se existe comprometimento do sistema venoso profundo.

Arterial de membros superiores e inferiores 

 

É um exame que utiliza ultrassom para examinar o fluxo de artérias maiores dos membros inferiores e/ou superiores com formação de imagens em cores. Auxilia no rastreamento de doença obstrutiva periférica, no planejamento cirúrgico e no controle de tratamento de afecções arteriais de membro inferior e/ou superior. 

 

Indicado para pacientes hipertensos, diabéticos e tabagistas, muitas vezes cursam com ateromatose e/ou obstrução das artérias dos membros inferiores, apresentando dor na panturrilha ao caminhar. 

Carótidas e vertebrais 

 

Duplex Scan de Carótidas e Vertebrais é um exame que permite a visualização e análise da anatomia e funcionamento das artérias que transportam o sangue para o cérebro na região do pescoço, através da utilização do ultrassom. O Doppler permite a medida das velocidades dentro dos vasos e auxiliam no diagnóstico das obstruções.

 

Vasos abdominais 

 

É um exame que permite a visualização e análise da anatomia e funcionamento da aorta (a maior artéria do corpo) e seus ramos, através da utilização do ultrassom. O exame tem papel importante na investigação dos aneurismas, dissecções e trombos da aorta abdominal.

Escleroterapia líquida

Escleroterapia química: muito utilizada para as microvarizes ou vasos, e para as varizes de calibre muito pequeno. Consiste na injeção de substâncias esclerosantes que irritam as paredes das veias, causando o seu fechamento. 

IMG_0052.jpg
 
 
IMG_6825.jpg

Escleroterapia com espuma

A espuma, do princípio ativo polidocanol, irrita e destrói as células que compõem a veia. Com isso, o vaso danificado entra em colapso e some. Após algumas semanas, ele se transforma num cordão fibroso e acaba reabsorvido pelo corpo.

A técnica é realizada no próprio consultório, sem necessidade de repouso e funciona nos quadros mais difíceis. 

 

Tratamento cirúrgico

As cirurgias de varizes estão cada vez menos agressivas. A grande maioria das varizes pode ser realizada hoje através de mini-incisões e o tempo de internação hospitalar raramente precisa passar de 24 horas. As varizes retiradas numa cirurgia não provocam danos à circulação, uma vez que as outras veias normais e o sistema venoso profundo normal se encarregam de garantir o fluxo de retorno.  

shutterstock-530890354.png
 
MK7_6910-T2-1.jpg

Tratamento de úlceras 

A úlcera venosa é uma ferida que surge mais frequentemente nas pernas, principalmente no tornozelo, devido à insuficiência venosa, o que leva ao acúmulo de sangue e, consequentemente, ao surgimento de feridas que doem e não cicatrizam, além de inchaço na perna e escurecimento da pele.

 

A presença da úlcera, apesar de não ser fatal, pode causar grande desconforto e até mesmo gerar incapacidade, afetando a qualidade de vida do paciente, principalmente. 

O tratamento para a úlcera venosa é definido de acordo com a orientação médica. Geralmente é feita com o uso de meias compressivas, que estimulam a circulação local, e com o uso de pomadas que estimulam a cicatrização .